Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mundo das Mulheres

Mundo das Mulheres

Ainda sobre a pobreza em Portugal...

Acabei de ler que Portugal é um dos países da UE onde os salários são mais baixos do que em 2009.

Dá que pensar, não?

A notícia encontra-se aqui (e a questão de ser mau para a economia não haver dinheiro para gastar, é aqui referida - como alertei no meu anterior Post...):

 

http://www.msn.com/pt-pt/financas/negocios/portugal-%c3%a9-dos-pa%c3%adses-da-ue-onde-sal%c3%a1rios-s%c3%a3o-mais-baixos-que-em-2009/ar-AAofBmQ?li=BBoPWjC&ocid=iehp

 

 

 

Pobres mais pobres em Portugal

Esta manhã quando me sentei no comboio, no banco ao lado estava a versão impressa do Jornal Destak.

O título chamou-me a atenção: "Fosso cada vez mais fundo para os pobres."

140.jpg

Li a notícia e devo dizer que, apesar de não me surpreender, não consigo aceitar que em pleno Séc. XXI, o combate à pobreza tenha tido tão pouca eficácia.

Basicamente o dinheiro está mal distribuído...

Não aceito que as empresas gigantes que ganham milhões de lucro, digam que não podem pagar mais do que o Ordenado Mínimo aos seus funcionários. Que os empresários portugueses digam que não podem pagar mais que o ordendo mínimo e depois se desloquem em AUDI's ou BMW's. Não aceito que o Ordenado Mínimo seja tão mínimo que ninguém consegue viver dignamente com ele!

É que depois isso transforma-se numa bola de neve gigantesca: os "cérebros" do nosso país fogem para o estrangeiro, não há a constituição de novas famílias, a natalidade não aumenta, os jovens não se conseguem tornar independentes, não há poder de compra, o comércio e a indústria não vendem e abrem falência aumentando o desemprego, e por aí adiante...

Nos países nórdicos um padeiro ganha tanto de ordenado, como um político ou um empresário. Desta forma, todos têm dinheiro, o que proporciona ao consumo, à independência, à natalidade, etc.

Será que os nossos políticos e empresários ainda não perceberam que estão, lentamente, a matar o nosso país?

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D